segunda-feira, 7 de fevereiro de 2005

Evangelismo de burlões

Esta é boa para o Diário Ateísta...

Hoje, na sequência da descoberta do Blogs de Portimão deu-me para fazer uma buscazita pela net a ver o que se encontrava sobre a minha terra e encontrei um magnífico exemplo do nível de aldrabice que parece comum entre aquilo a que se costuma dar o nome de "pastores evangélicos".

Nesta página divulgam-se cartas que "pastores missionários" enviaram para a "Igreja Evangélica / Assembléia de Deus" de Tabuaté, São Paulo, Brasil. Um desses "missionários" resolveu vir missionar para Portimão e eis alguns excertos da sua carta:

[...] Temos aqui um grupo de uns 15 irmaos abençoados. estamos estruturando a igreja primeiro para depois iniciar um trabalho de evangelismo em massa. Portimao é uma cidade de uns 300 mil habitantes


300 mil?! O Algarve todo tem 400 mil habitantes. Mas que importa isso? Como justificar a presença de 15 "irmãos abençoados" numa cidade com 40 mil habitantes sem inflacionar quase dez vezes esse número?

Mas continuemos:

é um grande desafio para o evangelho, e pelo fato de ser uma cidade turistica ( litoral ) nesta é poca do ano a populaçao chega a casa de um milhao de habitantes.


Já se estão a rir? Esperem, há mais:

Este fator faz com que o custo de vida aqui seje a Lisboa (capital) e Porto (segunda maior cidade). Portanto o mínimo para se viver aqui e 1200 dólares. Ore por nós!


E aqui temos o fulcro da questão: o pedido de 1200 dólares por mês e por cabeça para cuidar das alminhas de um milhão de pecadores. Sim, porque toda a gente sabe que abaixo de 1200 dólares por mês se passa fome de cão preto no Algarve, e que o diga quem ganha o salário mínimo (uns 400 dólares, mais coisa, menos coisa), que é uma boa parte das pessoas que trabalham em funções não qualificadas.

E assim temos um burlão chamado Pastor Ivaldo Luiz da Conceição a missionar a 40 mil habitantes e 960 mil fantasmas enquanto enche a conta bancária com 1200 dólares por mês, mínimo. A princípio até é divertido ver este escroto a roubar descaradamente a sua própria igreja, mas o divertimento depressa se esfuma quando nos lembramos de que o dinheiro da "Assembléia de Deus" vem directamente dos bolsos de todos os palermas que acreditam piamente nas patranhas desta gente. Palermas esses que até costumam ser pobres, sofredores e cumpridores com as obrigações do dízimo, atirando janela fora dinheiro que muita falta lhes faria para outras coisas infinitamente mais úteis.

Mas a fraude compensa. Oremos, irmãos.

1 comentário:

  1. Caro individuo,
    fiquei estupefacto com todas estas insinuações. Posso garantir que tudo o que foi aqui escrito é completamente mentira pois conheço o Pr. Ivaldo, e ele como ser humano, justo, sincero e temente à palavra de Deus era incapaz de fazer fosse o que fosse para prejudicar e para ficar a ganhar com as outras pessoas. Devia ter cuidado ao falar de alguém ungido por Deus e que foi separado para fazer a sua obra. Em relação aos 15 irmãos que ai em cima foram referidos, posso lhe dizer que neste momento já se multiplicaram , muito, tirando ainda o facto de ter igreja do mesmo ministério espalhadas por Portugal inteiro, de norte a sul do país.
    Tenha cuidado com o julgamento que faz das pessoas, primeiro tente conhece-las e depois disso, ai sim, pode tirar as suas conclusões. No dia do julgamento final, veremos as obras que o pastor em questão fez, mas pode ter a certeza que burlão não foi. Que Deus lhe abençoe. E que Deus tenha misericórdia da sua vida.

    ResponderEliminar