sexta-feira, 1 de julho de 2005

Love On Line

Espero que este título não me atraia ao blog mais uma chusma de rebarbados em busca de sexo.

É que o post não tem grande coisa a ver com sexo: tem a ver com uma tentativa de fazer FC portuguesa que está agora a dar na RTP, um telefilme integrado numa série intitulada "Amores Desamores", cujo título é exactamente Love On Line.

Como fui apanhado de surpresa por um telefonema do Zarolho (obrigado, pá!), não vi o princípio. Mas o que vi até agora já dá, acho, para ter uma ideia.

Informações mais detalhadas, têm-nas aqui. Mas um resumo rápido pode ser algo como: dondocas futuristas descobrem o sexo virtual. Tudo no filme me fez lembrar uma série anglófona que passou num dos nossos canais aqui há tempos, e que misturava FC e sexo em episódios mal realizados e pior representados.

Recomeçou. Descubro agora que há um subtexto apocalíptico (parece que toda a gente vai morrer por causa de uma praga de mosquitos... cruzes!) e que a dondoca romântica se apaixonou pelo seu amante virtual australiano. Isto foi escrito pela Clara Ferreira Alves - era de esperar. Tal como também era de se esperar a banalidade insuportável da historieta de amor que não aproveita para coisa nenhuma o ambiente de FC, limitando-se a transpor para um "futuro" mal concebido as histórias de relações online que já andam pelos jornais há quase uma década, com ambiguidades sexuais e tudo.

Enfim... imagino que haja quem nunca tenha visto ou lido nada do género e que ache isto interessante apesar das representações teatralizadas e inverosímeis. Eu li. E também vi. E li as notícias de amores cibernéticos. E já ando na net desde 96. Por isso, mudei de canal.

Sem comentários:

Enviar um comentário