quinta-feira, 24 de novembro de 2005

Porreiro! Parece que posso ser escritor

Já publiquei umas dezenas de contos e um livro, tenho mais uma série deles inéditos e um romance também inédito mas só agora me foi dada formalmente autorização para ser escritor. E logo pelo João Pedro George!

Descansem: não estou a falar a sério. É só que fiz o teste e obtive 8 + e preponderância de C e D. Descodificando, parece que sou medianamente dotado para a lida das letras, em especial para o seu lado mais sonhador. Ou, como o teste reza, "a meio caminho entre o sonho e a realidade, uma feliz mistura de cinismo e ternura. De Dali à Bíblia; mas também: Baudelaire, Kerouac, Musset, Shakespeare, Sollers, Stendhal.".

Até foi porreirinho. Não gosto é de ver a bíblia metida ao barulho. Vade retro!

Sem comentários:

Enviar um comentário