domingo, 22 de janeiro de 2006

A democracia

Diga-se o que se disser das paupérrimas escolhas feitas por este povo quando chega a hora de pôr a cruzinha no papel (em grande medida determinadas pelas paupérrimas opções que lhe são propostas), a verdade é que não há dia em que se veja tanta gente pelas ruas e cafés como em dia de eleições.

É bonito. Diga-se o que se disser de tudo o resto.

Sem comentários:

Enviar um comentário