sexta-feira, 13 de janeiro de 2006

Instantâneos do quotidiano, V

À falta de melhor, teclar. À falta de melhor. À falta da emoção completa e dos seus cheiros e sons e olhares e sorrisos.

Melhor que nada, teclar.

Sem comentários:

Enviar um comentário