quarta-feira, 29 de março de 2006

A Margarida Rebelo Pinto é estúpida

Só a estupidez explica que tenha interposto nos tribunais um pedido de providência cautelar contra a publicação de um livro do João Pedro George que expõe em toda a sua crueza a dimensão da nulidade literária da senhora. Compreende-se que se cheteie: ninguém gosta de ver exposta ao mundo a sua incompetência. Mas o processo é a maneira mais certa de assegurar o êxito do livro do George e, consequentemente, uma muito maior divulgação dessa mesma incompetência rebelopintina.

Tenho a certeza de que já os primeiros efeitos se vão fazendo sentir no Esplanar.

Estupidez.

Redondinha.

(Esta, além do mais, faz-me lembrar qualquer coisa de "celeste"... private joke para a malta ligada à FC portuguesa pelo menos desde 2000)

Sem comentários:

Enviar um comentário