domingo, 15 de outubro de 2006

Vasco Pulido Valente, como sempre, engana-se

Diz o Vasco Pulido Valente no Público de hoje, a propósito do novo concurso pateta da RTP sobre os "grandes portugueses", que este vai ser um belo retrato dos portugueses de hoje.

Como de costume, engana-se redondamente.

O concurso até poderá constituir um belo retrato daqueles portugueses de hoje que lhe prestam alguma atenção. Os portugueses como o Vasco Pulido Valente, por exemplo. Para portugueses como eu, os portugueses que se estão nas tintas para concursos de popularidade parvos, e que têm mais que fazer do que ver nem que seja cinco minutos daquela chachada, portugueses esses que são tão portugueses como os outros, o concurseco não vai ser retrato nenhum. Tal como não vai ser retrato nenhum de outro tipo de português: aqueles que não têm nem telefone nem internet, o lupen-tuga que para gente como o VPV não interessa para nada. Mas que são tão portugueses como todos os outros.

Sem comentários:

Enviar um comentário