quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Se fosse em Lisboa...

Isto que estão a ver aqui ao lado em ponto pequeno (podem clicar para ver em ponto grande) é algo que, se tivesse acontecido em Lisboa, ou até no Porto, receberia honras de telejornal e teria já todas as televisões em cima, de objetivas apontadas e repórteres sequiosos de mais informação: uma árvore que caiu, desenraizando-se por completo, em cima de um par de automóveis que estavam pacatamente a descansar junto ao passeio.

Mas não foi nem em Lisboa nem no Porto, de modo que se não fosse este blog ninguém saberia. Tal como ninguém soube quando, há um par de meses, outras duas árvores desabaram da mesma forma na mesma rua, ou quando, pouco antes do natal, e ainda na mesma rua, um apartamento ardeu por completo porque a velhota saiu esquecendo-se da comida ao lume. Nem sombra de notícia em nenhum sítio, pois estas coisas não se passaram em Lisboa ou no Porto. Passaram-se na minha rua, que macacos me mordam se não é uma rua bestialmente atreita a peripécias, por mais que as televisões as ignorem.

(E não, nenhum destes acontecimentos me afetou a mim, pessoalmente, de nenhuma forma. Esclareço caso estejam curiosos)

Sem comentários:

Enviar um comentário