sábado, 12 de maio de 2007

Milagres

Parece que há, ou houve, grandes sarilhos com o trânsito em Fátima. Acho giro. Porquê? Epá...

Então o sítio não é famoso pelos milagres? Não seria um milagre porreirinho, daqueles bem milagrosos, capazes de fazer os incréus ficarem todos de olhos pestanejantes e húmidos postos nos céus, se deusnossossenhorapostólicorromano, o tal que dizem que é infinitamente bom, e coisital, pegasse nos carrinhos de todas aquelas piedosas criaturas, os transportasse pelo ar e os depositasse, um a um, com a doçura de miosótis, em parques de estacionamento especialmente e de antemão preparados para o efeito?

Isso sim, seria um milagre. Nada dos truques de falsário com que se costumam enganar os patetas de deus.

Por outro lado, não deviam ser nem um nem dois os piedosos crentes que se lançariam, em pânico, do carro abaixo, se o sentissem a levantar voo, bem ou mal seguro pela mão de nóssenhor. Muito crentes, muito crentes, milagres e mais milagres, mas calmex!...

Sem comentários:

Enviar um comentário