sábado, 26 de julho de 2008

Semana

Outra semana de muito trabalho e sem grande coisa a mencionar além do trabalho. Este, no entanto, aproxima-se do fim, de tal maneira que por aqui se começa já a pensar em descompressão. E, a propósito de descompressão, na segunda-feira vai haver novidades. Não se esqueçam de dar cá um saltinho na segunda. Acho que vão gostar da ideia.

Mas falemos do trabalho. O livro saltou até à página 1032, ou seja, foram despachadas mais 66. Com 96 pela frente, tenho mais semana e meia de trabalho e uma revisão à minha espera. Ou seja: o prazo será garantidamente cumprido. Descompressão é isto.

O wiki também esteve activo, embora desta vez sem ajudas. Mesmo assim, tem agora mais 141 páginas, um problema técnico resolvido (embora não propriamente a meu gosto, mas enfim) e um total de 13 217 páginas.

As leituras desta semana focaram-se principalmente em textos longos, o que não significa que não tenha lido contos. Ou conto. Li O Natal, de Orlando Neves, um pequeno conto algo surrealista sobre a inversão de papéis humano/não-humano. Bastante bem construído. Maiorzita é a novela Desencontro em Lankhmar de Fritz Leiber, uma fantasia vencedora de vários prémios que conta como se encontrou a dupla Fafhrd e Rateiro Cinzento e as peripécias, aventuras e desastres que esse encontro desencadeou. E com esta novela fechei o livro apropriadamente intitulado O Encontro. Fora isso, andei a passear-me por romances.

E não se esqueçam: segunda-feira.

Sem comentários:

Enviar um comentário