terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Comentário acerca do comentário

Bolas, que a minha dislexia cada vez está pior.

Peço imensas desculpas, meus amigos. Não era bando; era banco. E não era cleptocracia, era democracia. Uma pessoa pensa uma coisa e os dedos escrevem outra, influenciados sabe-se lá por que eflúvios subversivos vindos ninguém sabe bem de onde.

A verdade é que acho muitíssimo bem que quando eu estive desempregado não tenha tido direito a subsídio de desemprego, afinal ninguém me manda trabalhar sem contrato, a recibos verdes, e sinto-me feliz ao ver que o dinheiro que o estado não teve para ajudar a manter-me à tona de água nessa altura já vai ter agora para evitar que um banco que gere grandes fortunas e as perde no casino das b... ah... no mercado, no mercado, vá à falência. Acho muitissimíssimo bem. É algo que me enche de vontade de cumprir rigorosamente as minhas obrigações fiscais, e principalmente de, chegado o dia das eleições, votar em todos os partidos directamente envolvidos na governação desta terra ao longo dos últimos vinte anos. É uma tragédia que não se possa votar em mais do que um ao mesmo tempo, porque, se pudesse, teriam desde já o meu voto, todos eles, do PS ao CDS passando pelo do meio.

Palavra de disléxico.

Sem comentários:

Enviar um comentário