segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Lido: A Morte de Ivan Ilitch

A Morte de Ivan Ilitch é uma novela de Lev Tolstoi que trata daquilo que o título indica: a morte de um tal Ivan Ilitch, juiz, membro da pequena e provinciana burguesia russa da época czarista, cuja vida é passada entre repartições e cargos, a procurar por todos os meios trepar a escada social, no mais profundo respeito por todas as convenções.

A história arranca com Ilitch já morto e a ser velado, rodeado por toda a hipocrisia de que ao longo da vida se foi cercando, e depois conta-nos os acontecimentos que o levaram até lá. O casamento feliz na aparência mas na verdade infernal, os jogos de favores que propiciaram a subida do protagonista na vida, a queda que lhe desarranja qualquer coisa no corpo na altura em que Ilitch prepara a sua nova casa na capital, que corresponde à sua chegada ao patamar mais elevado da carreira, e a doença que se desenrola a partir daí e que acaba por lhe causar a morte, etc. Ao leitor português, mostra um Ivan Ilitch com muito em comum com aquilo que pode ver todos os dias na televisão, entre as personagens mais ou menos sinistras que se movem pelos cargos, entre a política, a justiça e as empresas, públicas e privadas. E mostra-as sem contemplações.

Tolstoi nem tenta esconder o desprezo que sente por aquele tipo de gente. Por toda a urdidura de conveniências que as rodeia, pela falsidade de que são compostas as suas vidas, pelos pensamentos, sentimentos e ideias que os movem. Especialmente quando coloca o Ivan Ilitch moribundo a pôr tudo em causa, a fazer uma reavaliação radical da vida que viveu. Mas como Tolstoi não é um escritor de panfletos e sim de literatura, e um grande escritor, ainda por cima, o final do livro é suficientemente ambíguo para gerar as mais díspares interpretações. Mas inteiramente apropriado.

Gostei muito deste livro. O suficiente para o ler de fio a pavio numa única sessão, coisa que já não fazia com nenhum há muito, muito tempo. Claro que ser tão pequeno ajudou, mas a verdade é que já tenho levado semanas a conseguir chegar ao fim de novelas deste tamanho.

Muito recomendável.

Sem comentários:

Enviar um comentário