segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Lido: Her Father's Eyes

Her Father's Eyes é um conto de Kage Baker que, estranhamente, tendo em conta a revista onde veio publicado, nada tem a ver com ficção científica. Trata-se de uma história de fantasmas que faz, através dos olhos de duas crianças (ou talvez não) que se encontram num comboio e nos desenhos que vão fazendo, uma visita aos horrores da Segunda Guerra Mundial e a outros horrores bem mais subtis, bem mais próximos de cada um de nós. Pesadelos e famílias de pesadelo. Uma história de horror, portanto.

Confesso que o achei muito desinteressante. Sabem aquelas histórias que se lêem e no dia seguinte já se tem dificuldade em recordar os pormenores? Aquelas histórias tão esquecíveis que se esquecem quase assim que se acaba de lê-las? Pois. Foi exatamente o que senti com este conto. Aborrecido, esquecível e, apesar do tema, bastante vazio, embora literariamente me tenha parecido bom, tanto na qualidade do texto propriamente dita, como na caracterização das duas personagens principais. Mas há nele coisas que simplesmente não jogam. Um exemplo é o facto da protagonista, uma menina com uns oito ou nove anos, ter ficado mais marcada por um afago distraído feito pela mãe do amigo fantasmagórico do que pela guerra a que acabara de sobreviver. Não gostei.

Sem comentários:

Enviar um comentário