sábado, 2 de janeiro de 2010

Lido: O Fato Virado

Curiosa coincidência ter lido O Fato Virado precisamente hoje, dia 2 de Janeiro. É que esta crónica de José Saramago se debruça, precisamente, sobre a falsidade das promessas de ano novo, e o que elas têm, no entender do Saramago de há 40 anos, de hipócrita e mentiroso. Não posso dizer que discorde, nem que as coisas tenham mudado muito nas décadas que separam este texto do presente. De modo que esta crónica tem pelo menos esse interesse, embora literariamente não seja nada de especial.

Sem comentários:

Enviar um comentário