sexta-feira, 9 de abril de 2010

Lido: O Tocador de Paisagem

O Tocador de Paisagem é um conto curto de Rhys Hughes sobre um músico que descobre como fazer instrumentos capazes de tocar não notas, mas sentimentos primeiro e mais tarde paisagens. A inovação, claro, é um êxito estrondoso, até que a nódoa que inevitavelmente cai no melhor pano se torna evidente. E o pobre tocador sai da ribalta pela porta pequena. E distante, cada vez mais distante. É mais um conto entre a fantasia e o surrealismo, do qual gostei moderadamente. A ideia é boa, mas o conto pareceu-me demasiado curto para a explorar realmente bem.

Sem comentários:

Enviar um comentário