quinta-feira, 22 de julho de 2010

Lido: Ciclicidad

Ciclicidad, do argentino Sergio Gaut vel Hartmann, é um continho de ficção científica que, apesar de ter lá subjacente a viagem no tempo, não é propriamente sobre isso. Passa-se no futuro longínquo, após a extinção da humanidade, e mostra-nos uma conversa entre um robô barman, robô esse que tinha sido criado pelo homem muito tempo antes, e um extraterrestre bebedolas, pertencente a uma espécie que desenvolveu tecnologia para viajar no tempo. O melhor do conto, para mim, é o final. Irónico e forte, e por isso mesmo não vo-lo vou desvendar. Leiam-no, se quiserem. É o terceiro conto que está nesta página.

Sem comentários:

Enviar um comentário