quinta-feira, 22 de julho de 2010

Lido: Todo Cambia

Todo Cambia, do espanhol Angel E. López Esteve, é uma história muito interessante de viagem no tempo, que joga com os paradoxos inerentes duma forma que eu nunca tinha visto. Talvez seja melhor irem lê-la primeiro (é a quarta), porque não estou bem a ver como poderei falar dela sem estragar surpresas. Ou então parem a leitura aqui. Estão avisados? Ótimo. A história começa de uma forma banal, um casal de cientista e amante que se prepara para testar pela primeira vez uma máquina do tempo. E é o que fazem, mas quando chegam ao futuro desaparece a banalidade. Deparam com um mudo isntável, em mutação constante, um mundo em que o uso das máquinas do tempo leva a constantes reajustes na realidade, o que implica permanentes aparecimentos e desaparecimentos ou simples mudanças. E depois o fim está tamém muito bem conseguido. Um belo continho.

Sem comentários:

Enviar um comentário