segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Lido: Os Jogos do Capricórnio

Os Jogos do Capricórnio (bib.) é uma coletânea de contos de Robert Silverberg  que representa quase na perfeição o que o movimento New Wave da ficção científica teve de bom e de mau. Ou por vezes de bom e de mau ao mesmo tempo. São contos em que o estilo é importante e com frequência experimentalista, nos quais o fluxo da narrativa só raramente é linear. Contos mais preocupados com aspetos filosóficos, sociológicos e psicológicos do que propriamente com as façanhas tecnológicas que estão no cerne de tanta da FC clássica ou que nela se inspira. Contos que só de vez em quando enveredam pela aventura, antes se dedicam a histórias introspetivas e que tendem mais a ser inquietantes do que eletrizantes, embora também possam mostrar-se irónicas.

Há quem deteste o estilo; eu gosto bastante, desde que não seja levado ao excesso. Quando o é, aproxima-se de uma certa caricatura da ficção científica que me parece já pouco ou nada tem a ver com FC, e que tende a resultar em pequenos e grandes desastres literários. Mas não é frequente que escritores formados na escola da ficção científica, ainda que, como Silverberg, dela sejam críticos, caiam nessa armadilha. Os que o fazem são quase sempre escritores pouco ou nada familiarizados com o género, que portanto o tratam sem a necessária sensibilidade.

Silverberg não. Embora se aproxime aqui e ali desse excesso, nunca chega a atingi-lo nestes contos, tem sempre a capacidade de parar a tempo, de só ir tão longe quanto o género permite. E isso é parte do motivo por que estes contos são realmente bons. Estão datados? Sim, alguns estão. Em parte porque Silverberg neles fala sobre o seu presente, que já está algumas décadas desfasado do nosso, em parte porque a FC continuou a evoluir, tornando alguns tiques da New Wave tão característicos de uma certa época como as calças à boca-de-sino. Mas a literatura que neles incutiu não se gasta tão depressa como as ideias e vários destes contos, mesmo quando deixarem de ser boas histórias de FC, continuarão a ser boa literatura.

Eis o que achei deles, um a um:
Este livro foi comprado. Há bastante tempo.

Sem comentários:

Enviar um comentário