sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Ei!

Ainda na acentuação de ditongos em palavras paroxítonas, temos agora um caso completamente diferente, embora o princípio que leva à mudança ortográfica seja o mesmo do post anterior: o do ditongo EI. Aqui, o uso anterior à nova ortografia era com frequência diferente no Brasil, onde o E era muitas vezes acentuado, e nos restantes países lusófonos, onde não era. Um exemplo: "europeia", que no Brasil se escrevia "européia".

Pois as palavras do Vocabulário da Mudança que incluem esse ditongo são 267 e, como o acento é suprimido, todas elas sofrem alterações. E aqui, a convergência é esmagadora. Temos que:
  • Não há um único caso de grafias divergentes nas antigas ortografias que se mantenham na nova como duplas grafias.
  • Existem 2 casos de uma grafia idêntica que é alterada para outra grafia idêntica.
  • 265 casos de convergência. Todos para as anteriores formas portuguesas.
  • Não existe uma única divergência.
De novo, os números falam por si e dispensam comentários. Resta-me apenas sublinhar que basta esta alteração introduzida pelo AO90 para fazer convergir mais vocábulos do que os que divergem somando todas as mudanças. Isso, confesso, diverte-me bastante quando penso no que se afirmava no artigo que me levou a fazer esta análise.

Sem comentários:

Enviar um comentário