sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Outras sequências consonantais com C

Além da sequência, CT, o Vocabulário da Mudança inclui palavras com outras duas sequências consonantais (ou só uma dependendo do ponto de vista) que incluem a letra C com tendência de emudecimento: a sequência CC e a sequência CÇ. A frequência de ambas é, no entanto, muito inferior à da sequência CT.

A primeira conta 146 palavras, no VdM, quase todas envolvidas na mudança. Aquelas em que o emudecimento do primeiro C leva a alterações ortográficas são 143. Entre estas, temos que:
  • Contam-se 58 casos de grafias anteriormente divergentes que hoje são duplas.
  • Não há nenhum caso de grafias anteriormente idênticas e que hoje continuem a sê-lo.
  • Existem 76 casos de convergência ortográfica.
  • 9 casos de divergência.
  • A convergência faz-se quase toda para as antigas formas brasileiras: são 74 palavras aquelas em que isto acontece.
  • De novo não há convergências para antigas formas portuguesas, mas há 2 para formas novas.
A novidade neste grupo de palavras é a convergência ser o subgrupo mais importante, ultrapassando até a situação que costuma ser mais comum: a de grafias divergentes antes do AO90 continuarem a sê-lo depois dele ou pelo menos admitirem grafias múltiplas. A razão convergência/divergência é, aqui, de mais de 8:1.

A outra, que inclui o C cedilhado, mostra números bastante semelhantes, embora algo inferiores. Num total de 125 palavras, das quais 124 estão envolvidas na mudança por causa do emudecimento do C, há:
  • 50 casos de grafias anteriormente divergentes que hoje são duplas.
  • De novo, não há nenhum caso de grafias anteriormente idênticas que continuem a sê-lo.
  • Os casos de convergência são 65.
  • Os casos de divergência são de novo 9.
  • As convergências são, na sua esmagadora maioria, para a anterior forma brasileira. São 62 os casos desses.
  • Uma vez mais, não há qualquer convergência para as antigas formas portuguesas, mas há 3 para formas novas.
E o comentário que se pode fazer a este grupo é em tudo idêntico ao anterior. Exceto a razão convergência/divergência, que é um pouco mais baixa. Só um pouco mais de 7:1.

E quanto ao C mudo estamos conversados. A convergência é esmagadora, embora, somando todos, continuem a predominar os casos em que a divergência prévia permanece, e ela faz-se esmagadoramente para anteriores formas brasileiras. Segue-se o P mudo. Noutro post.

Sem comentários:

Enviar um comentário