sábado, 16 de fevereiro de 2013

Outros ditongos e vogais duplas

Além dos dois casos anteriores, razoavelmente numerosos, há mais alguns casos de mudanças na acentuação de vogais duplas e ditongos, embora todos eles sejam bastante raros. São os seguintes:

O ditongo OI nem sempre era acentuado no O. Também havia, na anterior grafia brasileira, casos de acentuação no I, como em "maoísta". Este acento também desaparece, e portanto todas as palavras que, no Vocabulário da Mudança, mostravam esse ditongo passaram a escrever-se sem acento. São apenas 4, e todas convergem para a anterior forma portuguesa.

Algo mais numeroso é o caso do ditongo IU em que, na anterior grafia brasileira, se acentuava o U. O exemplo mais comum é o da palavra "feiúra". Este acento também desaparece, e são mais 11 palavras do Vocabulário da Mudança cuja grafia converge para a anterior forma portuguesa.

Quando a vogal se repete, como na palavra "voo", a anterior grafia brasileira acentuava o primeiro O com um acento circunflexo. É mais um acento que o AO90 faz desaparecer, e é, portanto, mais um caso de convergência total para as antigas formas portuguesas. O Vocabulário de Mudança inclui 10 palavras destas. De notar que a mesma regra serve para o desaparecimento do acento circunflexo em certas formas verbais, como "lêem". Mas como se trata de formas verbais e no VdM os verbos só surgem no infinitivo, essas palavras não aparecem nas listas.

Ao todo, portanto, são apenas pouco mais de duas dezenas de palavras a sofrer este tipo de alterações, mas em todas elas o processo é o mesmo: grafias que antes do AO90 eram diferentes passam a ser iguais à forma que anteriormente era a usada em toda a lusofonia à exceção do Brasil.

Sem comentários:

Enviar um comentário