quinta-feira, 18 de abril de 2013

Lido: Porque Vivo no Posto dos Correios

Porque Vivo no Posto dos Correios é um conto de Eudora Welty, escritora americana (e sulista) que eu desconhecia por completo. Trata-se de uma comédia de costumes, contada na primeira pessoa por uma rapariga filha de boas famílias do Sul americano, obviamente branca e claramente estúpida. O estilo é curioso, centrado na expressão oral, ainda que a tradução não lhe tenha feito justiça (mais que provavelmente nem podia fazê-la) por aquele ser tão especificamente sulista, tão centrado nas peculiaridades linguísticas desse dialeto da língua inglesa. Mas a história que o conto relata é tão desinteressante que a curiosidade do estilo não conseguiu compensar esse desinteresse. Em duas penadas pode contar-se assim: a menina bem, que se tornou chefe dos correios duma aldeola do Mississipi por intermédio de cunhas, conta-nos o motivo por que foi viver para o posto dos correios. E o motivo é ter-se chateado com a família por causa de intriguinhas mesquinhas. E eu encolho os ombros e bocejo: quero lá saber.

É provável que este conto em inglês resulte bastante melhor do que na tradução portuguesa. Nesta, deixou-me totalmente indiferente.

Conto anterior desta publicação:

Sem comentários:

Enviar um comentário