quarta-feira, 1 de maio de 2013

Lido: De Como um Tio me Levou ao Académica-Benfica e eu Bati Palmas a um Golo do Teixeira, Sem Saber que Era Gaffe

De Como um Tio me Levou ao Académica-Benfica e eu Bati Palmas a um Golo do Teixeira, Sem Saber que Era Gaffe (puf... puf... estes títulos, pá!...) é uma crónica humorístico-(autobiográfico?)-futebolística de Fernando Assis Pacheco sobre aquilo que o título leva a suspeitar. Sobre o modo como um tio (dele?) levou o jovem autor (?) a um jogo da bola entre a Académica e o Benfica, e o dito jovem deu por si a torcer pela equipa adversária simplesmente porque se mostrou melhor em campo. Ridículo, não é? Pois. E de facto, a escandaleira parece ter sido geral.

Não gostei assim muito. É texto que nem chega ao sorriso aberto, muito menos à gargalhada, o que até é capaz de ter algo a ver com eu não ter essa experiência de ir à bola, em puto, com pais, ou tios, ou seja quem for. Não há identificação com a personagem nem termo de comparação. Não me desperta a mínima nostalgia nem faz lembrar nenhum episódio da minha vida. Ou seja: não sou público-alvo. Mas imagino que quem seja ache muito mais piada a isto do que eu achei.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário