quarta-feira, 31 de julho de 2013

Lido: A Mulher da Saia Pela Cabeça

A Mulher da Saia Pela Cabeça (bibliografia) é mais um conto fantasmagórico de Hugo Rocha que pouca novidade traz ao leitor. Ambientado no Porto, está escrito em tom de história contada à lareira, à boa e verificada maneira de tantos contistas anglófonos, por um narrador que narra na primeira pessoa um caso supostamente acontecido com os seus bisavôs, ele militar adequadamente valente, ela mulher de militar, também dotada da valentia que se exige a quem pode perder o marido a qualquer momento. Pois acontece que os antepassados do narrador se teriam mudado para o Porto, onde alugaram uma casa na parte alta da Rua de Santa Catarina, desconhecedores das histórias que a vizinhança contava sobre o sítio. Má ideia. Porque às tantas começam a ouvir barulhos noturnos, depois a bisavó do narrador vê, no jardim, uma mulher com a saia pela cabeça, à transmontana, e a coisa vai-se degradando com assombrações cada vez mais terroríficas até ao desenlace final. Tudo bem conforme ao receituário deste tipo de história. E tudo com aquele estilo enovelado que já tinha encontrado na primeira história, embora aqui menos. O que é bom. Em geral, achei esta história mediana.

Conto anterior deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário