quarta-feira, 31 de julho de 2013

Lido: Unique Chicken Goes in Reverse

Unique Chicken Goes in Reverse é o bizarro título de um não menos bizarro conto de Andy Duncan. Partindo, como o autor explica num breve comentário que o acompanha, de um caso real (parece que a escritora Flannery O'Connor teve o seu primeiro encontro com a fama em criança por ter ensinado uma galinha de estimação a andar para trás, o que foi filmado e exibido nos noticiários que costumavam anteceder os filmes nos cinemas antes da disseminação da televisão), Duncan cria aqui uma provocação teológica protagonizada por um jovem padre que é chamado para deslindar o estranho caso de uma rapariguinha que teria decidido chamar a uma das suas galinhas "Jesus Cristo". Em Savannah, Geórgia. Terra natal de Flannery O'Connor, precisamente.

Sim, trata-se de Flannery e de uma peculiar versão da história da galinha, na qual o padre é confrontado com algo mais do que estava à espera. Não só uma miúda com ideias peculiares sobre a natureza teológica de Cristo, e ainda por cima baseadas na própria Bíblia, mas também uma galinha cuja capacidade de andar para trás é a menor das suas peculiaridades. Suponho que este conto seja coisa para pôr as penas os cabelos em pé a qualquer cristão. Não sendo eu próprio cristão, só posso supôr. Tenho de confessar, padre, que não gostei muito. Mas o conto deixou-me a pensar, ainda que não sobre teologia.

É que tenho absoluta certeza de que um conto como este, em Portugal, se escrito por autor português, seria soberanamente ignorado por toda a gente ligada ao género. Se alguém se lhe referisse, a palavra "bosta" ou similares faria decerto uma aparição, e a história seria apontada como exemplo da monumental e proverbial nabice dos tugas quando se põem a escrever fantástico.

Lá fora? Foi nomeado para um Nébula.

Há coisas fantásticas, não há?

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário