terça-feira, 26 de novembro de 2013

Lido: Foda Relatada

Púdicos ou gente que queira manter os blogues virgens de palavrório indecoroso não poderão nunca falar deste livro texto por texto. Porque alguns têm títulos destes.

Foda Relatada é um dos textos do maior fenómeno blogosférico da época em que aqui a Lâmpada andava a dar os primeiros passos, há dez anos. Um blogue javardo-intelectual anónimo chamado O Meu Pipi, cujo estilo em tudo semelhante ao de Ricardo Araújo Pereira e demais felinagem malcheirosa leva à certeza de ter sido escrito por outra(s) pessoa(s) qualquer(ezes... aa... hm?). Ao tempo, o Pipi foi uma febre, e este texto é um belo exemplo do motivo. Trata-se, nada mais, nada menos, de uma queca relatada pelo sempiterno Gabriel Alves, emérito criador de frases inteligentes nos domínios, portanto, da bola. Ou, como neste caso, da queca. Uma queca entre o Pipi e a Gorda, a contar para o Campeonato Nacional da Foda, descrita com sumarenta abundância de pormenores e devaneios filosóficos e completa, como é da praxe, com os comentários dos intervenientes no final do recontro.

É bem escrito, muito porco, e hilariante. O Meu Pipi típico, portanto. E, olhem, ainda pode ser lido na internet. Aqui. Basta puxar para baixo.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário