quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Lido: Assassinos de Sobreiros

Assassinos de Sobreiros (bibliografia) é um conto de João Ventura, provavelmente influenciado por um célebre acontecimento ocorrido há quase uma década, em que um então governante do CDS mandou (ou deixou?... não me lembro bem) abater um montado praticamente inteiro numa zona em que se faziam sentir apetites imobiliários. Montado que, relembre-se, está protegido por lei.

Aqui temos uma história parecida ainda que com uma diferença de monta: passa-se no futuro. Os sobreiros não são propriamente as pachorrentas árvores que conhecemos hoje e também não estão propriamente indefesos; pelo menos semiconscientes, são protegidos por tecnologia de ponta, da qual uma cerca eletrificada será provavelmente a mais pré-histórica, e por equipas de assalto baseadas na casa grande da herdade. Os bandidos, por seu lado, também não são propriamente os broncos que fizeram o trabalhinho sujo pelo ex-governante do CDS, mas gente (algo) mais sofisticada. Tudo, aliás, é não só mais sofisticado, mas mais drástico também, provável resultado da produção de cortiça estar mais ameaçada do que hoje no futuro ficcional de Ventura.

No entanto, isto é especulação da minha parte. Que nada nos seja dito sobre os motivos que levam aqueles homens a atacar (ou melhor: a tentar assassinar) os sobreiros é provavelmente a maior carência deste conto. Tudo é deixado um pouco no ar, o que faz com que pareça algo gratuito. Tirando isso, é um conto bastante interessante, cheio de ideias curiosas e bem construído. Ah, sim, e muito bem rematado também.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário