quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Lido: O Fio e as Missangas

O Fio e as Missangas é mais uma das poéticas historinhas de Mia Couto. Esta, contrariamente a muitas das anteriores, não é uma história de mulheres, embora continue a ter nas mulheres boa parte do que a faz mover. Aqui, o protagonista é um homem, casado mas mulherengo em extremo. Segundo ele próprio diz, ele é o fio, as mulheres são as missangas. Mas a coisa é mais complexa do que isso, porque há também uma relação complexa entre o homem e sua mãe. Tudo em menos de três páginas.

Além da poesia do texto, é nesta capacidade que Mia Couto tem de fazer retratos matizados e contar histórias complexas em meia dúzia de linhas que reside muito do interesse destas histórias. Há nelas brilho. Mesmo nas que não são tão boas como outras.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário