domingo, 23 de março de 2014

Lido: A Mulher do Pescoço Torcido

A Mulher do Pescoço Torcido (bibliografia) é um conto de fantasmas de Robert Louis Stevenson, famoso pel'A Ilha do Tesouro e pel'O Estranho Caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde. Com tais pergaminhos, a expectativa com que se pega nesta história é elevada, mas infelizmente a sua qualidade está longe de lhe corresponder. Trata-se de uma história de fantasmas razoavelmente típica, ambientada na Escócia, protagonizada pelo reverendo de uma paróquia distante e isolada que a dada altura ganha como espécie de governanta uma mulher com fama de bruxa entre as pessoas da terra. Depois, o tempo passa, e começam a haver aparições e portentos, e o reverendo, a princípio cético, como é normal em tantas destas histórias, achando que a mulher se limita a ser uma boa alma com uma má fama imerecida, vai aos poucos deparando com casos inexplicáveis sem a presença do sobrenatural, e transforma-se em crente. Traumaticamente.

Se bem que haja a peculiaridade de termos aqui um sacerdote cético, um ambiente escocês algo curioso e mais alguns pormenores com interesse, achei esta história bastante banal. Não só obedece à fórmula de "protagonista cético -> prodígios indesmentíveis -> protagonista crente e apavorado" que já estava razoavelmente batida quando Stevenson a escreveu, como é concluída com um deus ex-machina muito literal ("e naquele instante, a mão de Deus, descendo dos Céus", etc.), que é um artifício narrativo mais batido ainda: vem desde o teatro grego.

Gostei muito pouco deste conto. Provavelmente teria gostado mais se tivesse as expectativas mais baixas quando comecei a lê-lo, mas o que é certo é que o acabei de nariz torcido.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário