sexta-feira, 4 de abril de 2014

Lido: Pedro e a Voz

Pedro e a Voz é mais um texto de Henrique Monteiro, este mais extenso, mas tirando isso muito semelhante ao anterior. Também aqui vamos encontrar uma espécie de missiva, enviada por um tal Pedro a um tal Rui. O Pedro depressa se percebe ser Pedro Santana Lopes, mas a identidade do Rui passou-me por completo ao lado. E não é que interesse, francamente. Pedro relata ao seu amigo Rui (presume-se que seja amigo; afinal trata-o por tu) uma conversa que teria tido com a sua própria consciência, fazendo referências a uma série de tricas da politiqueirice nacional que já estão há muito enterradas no baú das irrelevâncias esquecidas por todos. Por isso, talvez, o total desinteresse que este texto me causou, e a completa ausência de graça que lhe achei.

Nem o português é grande coisa; pelo menos as crónicas do MEC, por mais datadas que estejam, têm na qualidade do português um bom motivo de interesse. Estas só me levam a dizer uma coisa: meh!

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário