sábado, 10 de maio de 2014

Lido: Enquanto as Coisas Levianamente se Dizem

Enquanto as Coisas Levianamente se Dizem, uma vez mais primeiro verso de um poeminha pequerrucho de Daniel Maia-Pinto Rodrigues, é sobre uma tal Cristina Marques que flirta onde e quando não é lá muito cómodo fazê-lo. Há nele ironia, claro, uma ironia mais situacional, em clima de comédia romântica, que outra qualquer. Não me agrada muito, e como mesmo em termos literários o poema não me pareceu ser grande coisa, pois aí têm: não achei grande coisa.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário