segunda-feira, 5 de maio de 2014

Lido: Maria Andrade

Maria Andrade, que volta a não ser título mas primeiro verso (e que além disso parece ser uma personagem recorrente em poemas da Adília Lopes), é mais um poema, lá está, da Adília Lopes. Desta vez o tema é a sodomia por intervenção médica. O estilo, claro, é igual ao dos outros, mas desta vez até achei graça. Não percebi a referência ao Nodi (sou totalmente ignorante em nodilogia, confesso), mas achei graça.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário