quinta-feira, 19 de junho de 2014

Lido: Peixe Para Eulália

Peixe Para Eulália é mais um belo continho fantástico de Mia Couto, daqueles que transbordam ternura e poesia. Tudo se passa algures, sob uma seca das tremendas, famintas e aparentemente insolúveis. O povo da aldeia, não por desespero de causa mas por causa do desespero procurar alívio no humor e na troça, decide um belo dia perguntar a um tal Sinhorito, com fama de tresloucado, como resolver a questão sequiosa. Sinhorito pensa e emite sentença. E todos se riem, menos a Eulália a que o título faz referência.

Só que nos universos de Mia Couto as coisas nunca ficam assim. Em lugar de enfiar viola em saco, portanto, logo Sinhorito põe a sua ideia em prática. E quem tiver paciência, na aldeia e fora dela, atrás das páginas e da capa deste livro, mais tarde descobrirá se o Sinhorito conseguiu ou não ir buscar peixe e água para a sua amiga Eulália, a única que nele acreditou o suficiente para não rir.

Em resumo: mais um contossim.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário