domingo, 31 de agosto de 2014

Lido: Taxista de Aeroporto Aldraba-se a si Mesmo

Taxista de Aeroporto Aldraba-se a si Mesmo é uma surreal notícia falsa, congeminada pelas mentes alucinadas de Luís Filipe Borges e Luís Camilo Alves, que descreve o caso de polícia do taxista que vai apresentar queixa contra si próprio acusando-se de se ter enganado à má-fila, não se percebe bem se nos trocos, se na bagagem, se nas voltinhas. Humor do absurdo, claro. Às vezes os resultados deste tipo de abordagem são quase catastróficos. Mas não neste caso; neste caso a coisa saiu bem. Bastante, até.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário