segunda-feira, 6 de abril de 2015

Lido: Estacionamento Proibido

Estacionamento Proibido (bibliografia) é um conto de Maria de Menezes, no qual um polícia extraordinariamente obtuso, dividido entre o afã de passar multas aos muitos prevaricadores automóveis da capital e a falta de vontade de andar de um lado para o outro no meio da chuvada que vai caindo, depara com um veículo invulgar. E, pouco depois, com o não menos invulgar dono do veículo.

O leitor, ou pelo menos o leitor que não seja tão obtuso como o guarda (e seria difícil sê-lo) depressa percebe que veículo e condutor não são deste mundo, e vai assistindo, incrédulo e divertido, aos malentendidos com que o bom do polícia vai explicando a si próprio as peculiaridades do indivíduo que lhe caiu na rifa.

E basicamente, o conto é isso. Uma história situacional, centrada nos malentendidos do polícia e na boa vontade atrapalhada do ET.

Outra vez comédia, claro. E de novo comédia com um revestimento de ficção científica razoavelmente ténue, agora pertencente à variante ufológica. Mas como desta feita a comédia tem mesmo graça, sendo nisso auxiliada pela ausência de distrações ortográficas e por uma maior agilidade e brevidade do texto, gostei bastante mais deste conto do que da noveleta de abertura.

Conto anterior deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário