segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Lido: Taxidermia

Taxidermia (bibliografia) é uma noveleta retrofuturista de Guilherme Trindade sobre um homem, taxidermista de profissão e lisboeta, num mundo hiperindustrializado e supereletrificado em que os animais escasseiam cada vez mais, o que tem como consequência a idêntica escassez da matéria-prima para o seu ofício. Eis senão quando, um belo dia (ou tão belo quanto possível nesta Lisboa alternativa prestes a chegar ao terceiro milénio), esse homem é procurado por uma bela nobre, dirigente do cada vez mais decrépito Jardim Zoológico de Lisboa, que lhe faz uma proposta inusitada.

É uma história francamente boa. Apesar de o final surpresa não ter resultado comigo, pois ia vendo, quase desde o início, as ligações que existem entre a noveleta de Trindade e uma certa e determinada história de autor italiano, muito conhecida entre a miudagem, não deixei de o achar bem conseguido. E o resto da história está bem escrito (há algumas falhas, mas são pouco numerosas, pouco sérias e não comprometem) e bem concebido, com personagens interessantes e credíveis. Quanto ao mundo, este universo partilhado da Lisboa Eletropunk, adquire nesta noveleta de Guilherme Trindade uma solidez (de pesadelo, há que dizê-lo) que falta a algumas das outras histórias.

Uma das melhores histórias deste livro, que ainda não teve nenhuma má mas já teve algumas medianas.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário