quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Lido: A História do Falecido Mr. Elvesham

A História do Falecido Mr. Elvesham (bibliografia) é mais um conto de H. G. Wells, no qual os pós, os misteriosos preparados e soluções, têm um papel fulcral. Um jovem, no fulgor da vida mas pobre, é certo dia abordado por um misterioso velho que, apesar de o desconhecer por completo, lhe faz uma proposta irrecusável: transformá-lo em seu herdeiro, mas só no caso de ele cumprir uma série de requisitos, para o que o velho exige que lhe permita investigar-lhe a vida e o estado de saúde. O jovem aceita, muito menos desconfiado do que seria verosímil, pelo menos nesta nossa sociedade contemporânea cheia de burlas de todos os tipos. E passa os testes que o velho impõe, mesmo sem saber ao certo quais são. Depois, deixa-se drogar, e acontece-lhe algo que já era bastante previsível que acontecesse, mas no conto se pretende como surpresa.

É essa a grande falha desta história: a previsibilidade de um desfecho que o enredo tenta sem sucesso ocultar até perto do fim. Talvez seja o leitor razoavelmente sofisticado do século XXI, com um século e tal de literatura fantástica a alterar-lhe a perspetiva, que olha com olhos experientes uma história novecentista e pioneira que os contemporâneos teriam, talvez, lido com inocência, mas o facto é que, após a apresentação inicial da situação, pouco neste texto me surpreendeu nem que fosse um pouco. Wells é aqui igual a si próprio no que toca à forma de escrever, o que de imediato impede o conto de ser mau, mas também não me parece que seja lá muito bom. Está entre o mediano e o bom, julgo eu. Em todo o caso, lê-se com prazer. Julgo ser necessário dizer isto, não vá o que digo acima levar alguém a julgar o conto aborrecido. Não é. Previsível, sim, aborrecido, não.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário