quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Lido: O Nitó que Também Era Sankarah

O Nitó que Também Era Sankarah, mais um continho de juventude de Ondjaki, regressa à sensaboria das histórias banais. Aqui, o jovem Ndalu é transferido de escola e a sua estreia na nova escola é apimentada por um primo estiloso, que é lá professor. Nada de muito interessante, tocante ou relevante, apesar da forma agradável como a história está escrita. Apenas uma historieta sem grande importância.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário