quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Lido: Seres Sensatos

Seres Sensatos é mais uma vinheta de Luiz Bras, com a qual regressamos ao equilíbrio praticamente perfeito entre forma e conteúdo que tinha sido um pouco abandonado no texto anterior. É uma história que esboça rapidamente as vidas quotidianas dos seres sensatos da cidade mas que ao mesmo tempo se rebela, sugerindo que no mesmo mundo sensato dos seres sensatos vivem também outros seres, outras criaturas, aquelas criaturas de pesadelo em que os seres sensatos não acreditam.

Sensatamente, só posso concluir que este é outro conto muito bom.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário