sexta-feira, 18 de março de 2016

Lido: A Raposa e o Lobo

A Raposa e o Lobo é uma historinha popular um pouco estranha porque parece mais uma amálgama de episódios de histórias diferentes do que uma história propriamente dita. Apesar de ter unidade no sentido de ser contada em tom de fábula e ter por protagonistas uma raposa e um lobo, há nela uma certa incoerência, como se juntasse em si várias fábulas diferentes, construídas à volta da raposa e do lobo (ou só da raposa, ou só do lobo).

Por outro lado, é das histórias mais desenvolvidas que constam do livro até agora, afastando-se declaradamente da lengalenga a que muitas das demais se remetem, ao mesmo tempo que mostra, de novo, potencial para o horror e um forte pendor iconoclasta e irónico. Não é a primeira destas histórias a fazê-lo e desconfio que não será, nem de perto, a última.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário