sexta-feira, 8 de abril de 2016

Lido: Efeito Colateral

Efeito Colateral é uma vinheta de Luiz Bras que apesar de ter leves toques de ficção científica é sobretudo um conto de horror. Cria, num texto de qualidade literária evidente, uma curiosa cosmogonia na qual a vida surge como coisa ameaçada, de sobrevivência incerta, coisa amaldiçoada por uma vingança friíssima, antiquíssima, que a qualquer momento (esta noite mesmo?) pode desabrochar em violência incontrolável, vinda das mais insuspeitas e inertes coisas. Um apocalipse.

O Barreiros tem um conto (na verdade até tem mais que um) no qual explora este tipo de ambiente e ameaça — O Caçador de Brinquedos — e é dos melhores contos que ele escreveu, mas a abordagem de Bras é não só muito mais curta, mas bem diferente. Dá pano para mangas, o tema, e embora estas mangas sejam curtas, o que de resto é padrão de todo o livro (raríssima é a história que ultrapassa as duas páginas), o resultado é também bastante bom.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário