sábado, 30 de julho de 2016

Lido: 2014 Campbellian Anthology - John Zaharick

John Zaharick encerra este monumental livro com três contos.

Dysmorphic é uma história de ficção científica, passada num futuro razoavelmente próximo, sobre uma rapariga com dismorfia, não a de género a que as questões à volta da visibilidade e dos direitos dos transexuais têm associado a palavra, mas a de espécie. E obtém uma espécie de libertação através do controlo remoto de drones, sondas biomecânicas de investigação, que controla através de mecanismos de realidade virtual... e que lhe permitem pela primeira vez sentir-se confortável na sua pele. Um conto muito interessante, ainda que curto, sobre um fenómeno psicológico que existe mesmo, e uma possível solução futura para ele.

Ghost Gardening é uma fantasia urbana sobre uma casa assombrada, cujo principal motivo de interesse reside na forma como está escrita, intercalando uma carta escrita por alguém (um homem?) à sua amada morta, sobre as assombrações que vai descobrindo no edifício onde vive, com excertos de um livro encontrado por ele numa biblioteca, intitulado (tradução minha) Guia de Jardinagem Fantasmagórica, que explica os pormenores segundo os quais se rege este mundo ficcional. Também é um conto interessante.

After the Kaiju Attack é um imaginativo conto sobre a vida quotidiana na Costa Oeste dos EUA, ambientado num mundo futuro em que os kaiju (monstros gigantescos, surgidos no cinema japonês, de que o exemplo mais conhecido é o Godzilla) existem como parte de todo um ecossistema profundamente adulterado e agressivo. Vocês, os mais conhecedores de FC, talvez pensem ao ler isto num conto ribofunk, mas não me parece que este conto seja propriamente ribofunk, antes se baseia diretamente nos filmes e BD de kaiju que têm vindo a ser produzidos desde os anos 50 do século passado. De novo, o que de melhor tem este conto é a abordagem, mostrando não o ataque do kaiju, mas uma cena quotidiana no rescaldo de um ataque. Também interessante.

Sem comentários:

Enviar um comentário