quarta-feira, 13 de julho de 2016

Lido: Os Dois Irmãos

Os Dois Irmãos, mais um dos contos populares recolhidos por Adolfo Coelho, é uma história branda sobre dois irmãos (surpresa!) com a peculiaridade de serem soldados de um regimento francês. Soldados que, fartos, desertam, um após o outro. E vão dar, independentemente, a uma grande quinta onde vive uma princesa encantada que os tenta seduzir para se desfazer o encanto. Com o primeiro não tem sorte, mas tem com o segundo e, após mais algumas peripécias, tudo acaba em bem. Uma história que tem um enorme potencial para matreirices e subentendidos mas que no entanto não cumpre essa promessa, remetendo-se a uma suavidade púdica que muito provavelmente não corresponde à forma como seria contada nas festas e tabernas. Parece-me muito provável, até por uma ou duas inconsistências, que este texto que aqui se lê seja uma versão amputada de uma história mais desenvolvida mas menos "apresentável a pessoas de bem".

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário