quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Lido: A Cachoeirinha

A Cachoeirinha é mais um conto tradicional recolhido por Afonso Coelho com grande potencial para servir de base a qualquer coisa de maior e mais desenvolvido. Conta, em página e meia, a história de um homem com muitos filhos mas muito pobre que parte para servir o rei e, após algum tempo de bom serviço, é recompensado com coisas mágicas, regressando para junto dos seus mas acabando roubado por um taberneiro sem escrúpulos. Claro que as coisas não ficam assim, claro que há mais peripécias, e claro que no fim tudo fica em bem, pois este não se limita a ser conto tradicional, também o é tradicionalista. Não há aqui nem um pouco de insubmissão, nem sombra de subversão, o que o aproxima do mais habitual nos contos dos Grimm e o afasta de outros contos portugueses incluídos neste volume. Mas apesar disso, e em parte por isso, há que reconhecê-lo, pois muita da fantasia mais popular partilha das mesmíssimas características, esta história poderia perfeitamente servir de base a outras.

Contos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário