sábado, 14 de janeiro de 2017

Lido: The Heisenberg Mutation and Other Transfigurations

Esquece-se com demasiada frequência que, lado a lado com a literatura comercial (e não me refiro aqui à que é vulgarmente conhecida desta forma, a literatura formulaica destinada a vender muito, mas sim à literatura que é comercializada através dos circuitos da edição profissional) existe, sempre existiu e provavelmente sempre existirá uma outra, uma espécie de irmão pobrezinho da primeira, que sobrevive de edições pequeninas, de edições amadoras, de autoedições e de edições pagas do bolso dos próprios autores. E que embora seja verdade que a qualidade média é superior na primeira que na segunda, não é menos verdade que na primeira encontramos também material inenarravelmente mau, ao passo que na segunda também existem algumas pérolas de considerável calibre.

The Heisenberg Mutation and Other Transfigurations é um cadernito de 36 páginas, publicado não se sabe quando por uma microeditora de certeza amadora chamada D-Press, escrito por Steve Redwood e ilustrado por Carole Humphreys, e pertence sem qualquer máscara ou simulação ao segundo grupo, mesmo que o objetivo tenha sido, como parece que foi, mais fazer uma ediçãozinha de alguns contos para divulgar gratuitamente junto de eventuais interessados, ligados de uma ou de outra forma ao mundo da edição, do que fazer com que esta edição valesse por si mesma. Mas seja qual for o objetivo, o facto é que este é um bom livrinho, claramente melhor do que muitos dos livros publicados profissionalmente que li no ano passado.

Os seus quatro contos, que oscilam entre a ficção científica soft e uma weird fiction absurdista e surreal, são todos textos bastante interessantes, razoavelmente bem servidos pelas ilustrações de Humphreys e, embora não se possa dizer que o conjunto supera a soma das partes, estas são boas o suficiente para ter sido um prazer ler este livro.

E já que se fala das partes, eis o que achei delas:
Este livro foi-me oferecido pelo autor e passou demasiados anos na pilha dos livros a ler um dia.

Sem comentários:

Enviar um comentário