quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Lido: Reportagem Especial

A BD não é um género que eu consuma muito e, se há dois anos houve uma exceção que levou até a serem de BD alguns dos melhores livros do meu ano, se decidi então dedicar-me à BD quando passasse por aquelas alturas em que não me apetecesse ou tivesse tempo para ler coisas em texto corrido e se este ano até tive um período desses, a verdade é que não obedeci a essa decisão (o período deste ano nem para ler BD deu) e a única obra de banda desenhada que acabei por ler foi este Reportagem Especial.

E não se trata de uma BD comum. É uma BD criada com fins educativos, para transmitir aos mais jovens informação básica sobre os problemas que as alterações climáticas irão criar em Portugal, e as soluções possíveis para esses problemas. É, portanto, uma BD portuguesa, com argumento de Bruno Pinto e arte de Penim Loureiro (desenho) e Quico Nogueira (cor).

E, pesem embora os meus fracos conhecimentos de banda desenhada, parece-me que faz razoavelmente bem aquilo que se propõe fazer. A informação que transmite é clara e correta (a publicação teve consultores científicos, outra raridade na BD) e, como o objetivo era transmiti-la, o facto de por vezes se intrometer na história que é usada para a transmitir (a de uma jornalista que é encarregada de escrever um artigo sobre alterações climáticas e por isso vai recolher informação) acaba por ser pouco relevante. Eu posso não ter gostado muito da leitura por causa dessas intromissões e por já saber praticamente tudo o que aqui é dito, mas não posso dizer que isso é defeito. É feitio. É consequência da natureza do projeto. E assim sendo, nada tenho a opor.

Se recomendo a leitura? Depende do leitor. Pessoas que já conheçam bem o problema pouco daqui retirarão; pessoas que prefiram vê-lo tratado com profundidade também são capazes de achar esta BD insuficiente. Mas pessoas que procurem informação básica mas correta podem achar esta leitura leve uma boa forma de a obter.

E quanto às outras, também não perdem nada se lerem esta BD. Nem dinheiro: o álbum está disponível gratuitamente na internet, numa edição em PDF que pode ser obtida no site do Oceanário.

Sem comentários:

Enviar um comentário