sábado, 13 de janeiro de 2018

Lido: Bajo el Signo de Alpha

Esta é mais uma das muitas publicações eletrónicas que eu fui acumulando, sem ler, ao longo dos anos. Publicada no ano 2000, em PDF, pela Asociación Mexicana de Ciencia Ficción y Fantasía, julgo que com o objetivo principal de divulgar o que se ia produzindo no país à época, Bajo el Signo de Alpha é, como facilmente se poderá deduzir, uma antologia de ficção científica (e alguma fantasia) mexicana.

As publicações deste tipo são sempre algo irregulares na qualidade dos contos, especialmente quando são oriundas de países e momentos em que a produção é relativamente escassa e portanto não oferece muito por onde escolher. Esta, longe de ser exceção, é das mais irregulares que conheço, incluindo quer contos muito bons, quer contos muito maus. Em termos de edição propriamente dita, peca ainda por erros de formatação que prejudicam bastante alguns dos contos, e porque a incógnita pessoa — pessoas? — que a organizou (a antologia não traz essa informação) optou por concentrar a maioria dos melhores contos no início, deixando o pior de todos para o fim, o que tem como consequência que o leitor que seja exaustivo e sequencial na leitura muito provavelmente vai terminá-la com uma impressão global mais negativa do que a antologia merece.

Sim, é certo que está longe de ser uma obra-prima, é verdade que no máximo seria uma antologia a merecer a qualificação de "bonzinho", mas também é verdade que os bons contos que inclui (e parece que alguns foram premiados, embora essa informação também não conste em nenhum sítio da própria antologia, o que, se a premiação for anterior à edição, é a meu ver mais uma falha editorial) justificam plenamente a edição. Destaco em especial os três contos de abertura, em particular o de Alberto Chimal, e ainda Llegar a la Orilla e El Libro de García. Estes cinco contos valem bem a pena. Os restantes sete são mais dispensáveis, ainda que vários de entre eles também se deixem ler bem.

O que não sei, e gostaria de saber, é quão representativa esta edição é da ficção científica que se fazia no México nesta época. Não posso, por isso, recomendá-la como tal. Mas julgo que será suficiente para se ficar com uma ideia, mesmo se vaga.

Tudo somado, não dei o tempo de leitura por mal empregue.

Eis o que achei de cada um dos contos:
Esta é uma antologia de download livre e gratuito, que continua disponível, entre outros sítios, aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário