Meus livros

Esta página lista os meus livros e as outras publicações com participação minha (exceto traduções). Deverá ir crescendo à medida que o tempo for passando.

LIVROS PRÓPRIOS


Por Vós lhe Mandarei Embaixadores
edição independente
Romance
2013
ISBN: 978-989-8072-19-1
172 pp.

Uma sátira com cientistas loucos, extraterrestres drogados, políticos histéricos e pelo menos uma gaja boa.

Para adquirir, ver aqui

Opiniões na blogosfera





Os Pés e a Cabeça
edição independente
Crónicas
2006
ISBN: 978-989-8072-18-4
164 pp.

Aquilo que podem ler neste livro é o conjunto de crónicas publicadas semanalmente no jornal Região do Sul ao longo de mais de dois anos, entre Novembro de 2000 e Novembro de 2002.

Estão aqui tal como saíram publicadas no jornal. Todos os méritos e todos os deméritos que as acompanharam na sua primeira publicação acompanham-nas também agora, à excepção de meia dúzia de gralhas que assassinei barbaramente a tiros da tecla delete. Quis que este livro fosse um registo fiel e completo daqueles escritos, mantendo aqui tudo o que neles me orgulha e também aquilo que me envergonha. Aqui estão todos os acertos e todos os disparates originais, toda a qualidade literária que algumas delas tinham à partida, e também a completa falta de qualidades de algumas outras.

Ver no Goodreads
Para adquirir: na Lulu ou diretamente com o autor



Sally
Edições Colibri / CM Portimão
Conto
2002
ISBN: 978-972-7723-26-3
38 pp.

Sally é uma história de amor...é uma história de amor que é tudo menos convencional, nascida sem a interferência de hormonas ou feromonas num lugar estranho e mutável. É uma história de amor que, pelo menos aparentemente, é unilateral, e o objecto desse amor dá título ao conto. Sally é a mulher perfeita. Pelo menos é essa a resposta que obteriam do Alberto Liemann se lhe perguntassem alguma coisa.

Aviso: além disto tudo, é também uma história de ficção científica.

Ver no Goodreads
Para adquirir: na editora; na Wook; na Bertrand; diretamente com o autor

Opiniões na blogosfera

ANTOLOGIAS DE EDIÇÃO (OU COEDIÇÃO) PRÓPRIA


Improbabilidades de Fecho
Infinitamente Improvável
Antologia
2015
286 pp.

Todas as histórias publicadas no ezine Infinitamente Improvável.

São ao todo 29 histórias de ficção científica, fantástico, horror, surrealismo e humor, entre o miniconto e a noveleta, escritas por 13 autores, distribuídas por cinco partes e muitas delas acompanhadas por introduções exclusivas.

Disponível em ebook, em versões EPUB, MOBI e PDF. Também pode ser lida online no Issuu.



Improbabilidades de Tempo Chuvoso
Infinitamente Improvável
Antologia
2013
64 pp.

Todas as histórias publicadas no ezine Infinitamente Improvável entre outubro de 2012 e fevereiro de 2013.

São apenas 5 histórias de 4 autores, entre a vinheta e o conto, as maiores de ficção científica ou perto disso, as mais pequenas de cariz mais fantástico e surreal, às quais foi acrescentada uma introdução exclusiva.

Esteve disponível em ebook, em versões EPUB e MOBI. Após a publicação de Improbabilidades de Fecho, publicação que inclui todo o conteúdo desta antologia e portanto a torna redundante, deixou de estar, mas pode ser fornecida a pedido caso haja interesse por parte de alguém.



Improbabilidades de Verão
Infinitamente Improvável
Antologia
2012
85 pp.

Todas as histórias publicadas no ezine Infinitamente Improvável até setembro de 2012.

São 12 histórias de 9 autores, entre o miniconto e a noveleta, ainda que a maioria seja bastante curta, com uma abrangência de géneros que vai da ficção científica ao realismo mágico, passando pelo horror, surrealismo e humor. Inclui também uma introdução exclusiva.

Esteve disponível em ebook, em versões EPUB e MOBI. Após a publicação de Improbabilidades de Fecho, publicação que inclui todo o conteúdo desta antologia (à exceção da introdução) e portanto a torna redundante, deixou de estar, mas pode ser fornecida a pedido caso haja interesse por parte de alguém.



Por Universos Nunca Dantes Navegados
edição independente (do Luís Filipe Silva)
Antologia
2007
ISBN: 978-989-2008-87-5
262 pp.

Antologia de contos e novelas de literatura fantástica da mão de autores portugueses e brasileiros. A organização e seleção é de Jorge Candeias e Luís Filipe Silva, e a edição final de Luís Filipe Silva.

São narrativas originais que responderam a um apelo dos organizadores da antologia, durante o Verão de 2005, no qual se anunciava a abertura de um novo espaço de publicação para todos os autores de língua portuguesa que manifestassem interesse pelo género.

O projeto teve, desde o início, como objetivos responder a um conjunto de lacunas consideradas primordiais pela comunidade de entusiastas do género, sempre que se tentava publicar ficção científica e fantasia em português:
  • aceitar obras provenientes de qualquer parte do mundo, desde que escritas na língua portuguesa;
  • aceitar toda a multiplicidade de temas atualmente abarcadas pelo que se designa de literatura fantástica, desde a ficção científica de especulação séria à fantasia urbana, do terror gótico ao gore, da história de passados alternativos à história do futuro porvir;
  • aceitar contos de extensão superior às 8000 palavras, criando assim condições para obras de maior dimensão e complexidade que as normalmente utilizadas por outras iniciativas semelhantes, ou nas revistas da especialidade.
Mais informações no Tecnofantasia.
Para adquirir: na Lulu.

Opiniões na blogosfera



O Planeta das Traseiras
E-nigma
Antologia
2002
ISBN: 989-8072-02-4
67 pp.

O planeta das traseiras ou, no Brasil, o planeta dos fundos, é Marte. Com o ponto de vista na Terra, na nossa casa, a porta da frente está, naturalmente, virada para o Sol, e olhando para as traseiras (ou para os fundos) da casa, por entre o tradicional aglomerado caótico de estrelas, encontramos o planeta vermelho. Por isso, esta é uma antologia de contos curtos sobre o planeta Marte. São Martes alternativos, mitológicos, semi-terraformados ou ainda virgens. São Martes onde os homens vêm morrer, lutar ou simplesmente voar. São seis caras diferentes do mesmo planeta, que vos são oferecidas por cinco escritores de estilos e graus de experiência na arte da escrita muito diferentes. E são seis caras originais e inéditas, desvendadas aqui pela primeira vez.

Disponível em ebook, em versão PDF. Também pode ser lido online, conto a conto e em HTML, no e-nigma.


FICÇÃO EM ANTOLOGIAS E REVISTAS


Fénix Anthology of Science Fiction and Fantasy
edição independente (do Álvaro de Sousa Holstein e Marcelina Gama Leandro)
Antologia
2016
62 pp.

Fénix Anthology of Science Fiction and Fantasy (Fénix Fanzine, 2016), compiled with an introduction by Álvaro de Sousa Holstein & Marcelina Gama Leandro, and a foreword by Sarah A. Hoyt, comes from Portugal, with a large number of contributors of short short stories, many near the beginning of their writing careers, an exciting initiative. For this anthology, the challenge was not to write about some hypothetical future, extraordinary heroes, or mythical creatures—even if, as Portuguese authors, their storytelling tradition is so rich and well-documented that they could easily draw one story after another from that deep well of collective imaginarium.

Here, each author was asked to write about books and was given free latitude to take their stories wherever they wanted. The result: quite a unique collection of short stories, written by booklovers for booklovers, where books take center stage—and each one does so in its own way.

Conto: Miel Reads.

Edição preparada para a Eurocon 2016. Penso que foi distribuída na Eurocon em formato papel, mas não está nem esteve disponível de nenhuma outra forma ou em mais nenhum formato.



Antologia Fénix de Ficção Científica e Fantasia - Volume I
edição independente (do Álvaro de Sousa Holstein e Marcelina Gama Leandro)
Antologia
2013
ISBN: 978-130-1400-67-6
56 pp.

Constituída por minicontos de autores portugueses, cujo tema comum é Livros. Livros que comem, livros que sonham, livros que alteram a ordem do tempo, tudo o que poderá imaginar de fantástico nos livros.

Nesta antologia de minicontos, encontrará histórias fantásticas sobre livros, algumas de terror, outras com monstros e lendas, todo o tipo de histórias que se poderá imaginar que acontecem em Bibliotecas reais e imaginárias.

Reunimos aqui vinte e quatro minicontos de diferentes autores portugueses que contam as suas histórias sobre livros.

Conto: Miel Lê.

Disponível em ebook, numa variedade de formatos, na Smashwords, onde também pode ser lida online.

Opiniões na blogosfera



Dieselpunk
Draco (Brasil)
Antologia
2011
ISBN: 978-856-2942-23-5
378 pp.

Dieselpunk é o sucessor cronológico do steampunk, gênero literário que chegou à moda e às artes plásticas, conquistou o mundo e foi o nosso tema em Vaporpunk relatos steampunk publicados sob as ordens de Suas Majestades. Agora, com uma estética inspirada no começo do século XX, a Belle Époque surge sem a interferência da Grande Depressão e a Guerra Fria atinge níveis inimagináveis. Nove autores remexeram os mais secretos arquivos para a primeira antologia do tema em língua portuguesa, Dieselpunk arquivos confidenciais de uma bela época.

O combustível dessa vez é o diesel, capaz de levar aos céus máquinas mais pesadas que o ar e movimentar indústrias criadas sob a euforia progressista da vida nas metrópoles. Impérios lutam contra governos populares, e a individualidade e o mérito próprio perdem cada vez mais espaço para a coletividade e o bem comum, mesmo quando os reais objetivos das nações não podem ser compreendidos.

Conto: Só a Morte te Resgata.

Para adquirir: na editora, em versão papel ou ebook; na Travessa; na Cultura em papel ou ebook; na Fnac; na Comix; na Saraiva, em papel ou ebook; na Amazon, em papel ou ebook; na Livraria da Folha; apenas em ebook: na Apple; no Kobo; no Google.

Opiniões na blogosfera



Vaporpunk
Draco (Brasil)
Antologia
2010
ISBN: 978-856-2942-12-9
312 pp.

Com força mundial, a estética steampunk vem angariando cada vez mais fãs brasileiros e portugueses. Seu apelo visual e o rico conteúdo inspirados no século XIX são o combustível certo para a produção de uma literatura que pode ser intensa, mas também descontraída. Descubra o que oito autores maquinaram nesse intricando conjunto de engrenagens que é a imaginação.

O steampunk nasceu como um gênero literário, mas ganhou vida própria e dominou a moda e as artes plásticas, tornando-se cada vez mais conhecido. Se a cultura da era vitoriana virou inspiração para essa estética, em Vaporpunk – Relatos steampunk publicados sob as ordens de Suas Majestades, os organizadores Gerson Lodi-Ribeiro e Luis Filipe Silva imaginaram essa época tão distinta sob a ótica brasileira e portuguesa, repleta de inovações tecnológicas e acontecimentos inusitados.

Com a presença de renomados autores da ficção especulativa dos dois países, Octavio Aragão, Flávio Medeiros, Eric Novello, Carlos Orsi e o próprio Gerson pelo Brasil; Jorge Candeias, Yves Robert e João Ventura por Portugal; a coletânea traz oito noveletas movidas a vapor, disputas políticas, personagens famosos e armas engenhosas.

Tudo isso regado a muita aventura e surpresas, porque mais do que repensar o gênero, Vaporpunk é um convite para conhecer um mundo alternativo, e o que Brasil e Portugal poderiam ter sido com tamanhas novidades.

Novela: Unidade em Chamas.

Para adquirir: na editora, em versão papel ou ebook; na Amazon, em papel ou ebook; na Cultura em papel ou ebook; na Saraiva, em papel ou ebook; apenas em papel: no Submarino; na Travessa; na Fnac; na Livraria da Folha; apenas em ebook: na Apple; no Kobo; no Google.

Opiniões na blogosfera



Imaginários 2
Draco (Brasil)
Antologia
2009
ISBN: 978-856-2942-01-3
128 pp.

Neste volume da coleção Imaginários da Editora Draco, os organizadores Tibor Moricz, Saint‑Clair Stockler e Eric Novello também participam com contos fantásticos ao lado dos autores João Barreiros, Jorge Candeias, Alexandre Heredia, Sacha Ramos, Luís Filipe Silva e André Carneiro, desafiando as fronteiras do real e apresentando excelentes histórias de fantasia, ficção-científica e terror.

Conto: Flor do Trovão.

Para adquirir: na editora, em versão papel ou ebook; na Amazon, em papel ou ebook; na Cultura em papel ou ebook; na Saraiva, em papel ou ebook; apenas em papel: no Submarino; na Travessa; na Comix; na Livraria da Folha; apenas em ebook: na Apple; no Kobo; no Google.

Opiniões na blogosfera



Scarium 21
edição independente (do Marco A. M. Bourguignon - Brasil)
Revista / Fanzine
2007
82 pp.

Fanzine (reivindicava-se revista) de "ficção científica, fantasia, horror e mistério", com o conteúdo típico desse tipo de publicação: contos, artigos, críticas, etc. Publicou 26 números em papel até 2010 e depois passou a existir apenas online, parecendo ter cessado por completo a atividade em 2016.

Conto: A Vida Secreta de Mehamod.

Para adquirir: não sei se ainda aceitam encomendas, mas a página relativa a este número no site da Scarium inclui informação detalhada sobre a sua aquisição, embora pareça estar restrita ao Brasil.



Phantastes 3
edição independente (do Telmo Pinto e do Tiago Gama)
Fanzine
2006
60 pp.

Fanzine de "ficção científica e fantástico não limitadas" composto sobretudo por ficção, tanto portuguesa como em tradução. Saíram apenas quatro números, os três primeiros em papel, em 2005 e 2006 e o último em formato eletrónico, em 2008. A única não-ficção que este número específico contém é um breve artigo de perfil de uma personalidade ligada ao fantástico.

Conto: Aniversário.

Julgo que já não é possível adquirir o fanzine, mas informações mais seguras só poderão ser obtidas contactando o editor principal, o Tiago Gama.



Aguasfurtadas 6
Núcleo de Jornalismo Académico do Porto
Revista
2004
ISSN: 1645-3018
256 pp.

Revista de literatura, música e artes visuais, como se define, inclui ficção, poesia, textos cénicos, ensaios, partituras musicais, exemplares de artes visuais tanto no campo da fotografia como no da ilustração, num grosso volume que é muito mais livro que revista. Inclui vários nomes de vulto da literatura portuguesa recente. A revista traz também um CD (a imagem de capa aqui apresentada não inclui o CD).

Conto: A Primavera.

Para adquirir: na In-Libris.



Em Cena 9
Sociedade Recreativa Artística Farense
Revista
2004
ISSN: 1645-8761
66 pp.

Revista cultural generalista, num formato que neste número é excecionalmente o de um livrinho de bolso, apesar de na impressão se manter inteiramente em estilo de revista, contém de tudo um pouco, do conto à ilustração, do ensaio à poesia, passando por fotografia, reportagem, opinião, por aí fora, em geral, mas nem sempre, por criadores algarvios.

Poema: Olhe Pela Janela.

A revista fechou por volta de 2005, se bem me lembro. Não sei se ainda é possível adquirir exemplares e, se sim, onde. Talvez junto do editor, Paulo Penisga, ou na Artística Farense, mas limito-me a especular.



Em Cena 8
Sociedade Recreativa Artística Farense
Revista
2004
ISSN: 1645-8761
102 pp.

Revista cultural generalista, num formato realmente de revista, contém de tudo um pouco, do conto à ilustração, do ensaio à poesia, passando por banda desenhada, fotografia, reportagem, opinião, por aí fora, em geral, mas nem sempre, por criadores algarvios.

Conto: O Escritor Contentinho e o Sapo;
Poema: Crescimento.(*)

(*) - apesar de na revista não estar intitulado (está identificado apenas como "texto"), o título é este.

A revista fechou por volta de 2005, se bem me lembro. Não sei se ainda é possível adquirir exemplares e, se sim, onde. Talvez junto do editor, Paulo Penisga, ou na Artística Farense, mas limito-me a especular.



Nemonymous 3
edição independente (Des Lewis - UK)
Antologia / Revista
2003
96 pp.

Antologia ou revista com conteúdo predominantemente de weird fiction. São 21 contos de outros tantos autores.

Conto: The Place Where Lost Things Go, tradução de O Lugar Para Onde Vão as Coisas que Desaparecem, feita por Luís Rodrigues.

Para adquirir, ver aqui



Aguasfurtadas 4+5
Núcleo de Jornalismo Académico do Porto
Revista
2003
359 pp.

Revista literária com alguma ficção e muita poesia, além de alguns exemplares de artes visuais, num grosso volume que é muito mais livro que revista. Inclui vários nomes de vulto da literatura portuguesa recente (o conto que se segue ao meu, por exemplo, é do valter hugo mãe)

Conto: O Poeta.

Para adquirir: na mBooks; na Bertrand; na In-Libris.



Em Cena 7
Sociedade Recreativa Artística Farense
Revista
2003
56 pp.

Revista cultural generalista, num formato realmente de revista, contém de tudo um pouco, do conto à ilustração, do ensaio à poesia, passando por banda desenhada, fotografia, reportagem, opinião, por aí fora, em geral, mas nem sempre, por criadores algarvios.

Conto: A Voz que Cantava Blues.

A revista fechou por volta de 2005, se bem me lembro. Não sei se ainda é possível adquirir exemplares e, se sim, onde. Talvez junto do editor, Paulo Penisga, ou na Artística Farense, mas limito-me a especular.



Em Cena 6
Sociedade Recreativa Artística Farense
Revista
2003
64 pp.

Revista cultural generalista, num formato realmente de revista, contém de tudo um pouco, do conto à ilustração, do ensaio à poesia, passando por banda desenhada, fotografia, reportagem, opinião, por aí fora, em geral, mas nem sempre, por criadores algarvios.

Conto: O Lugar para Onde Vão as Coisas que Desaparecem.

A revista fechou por volta de 2005, se bem me lembro. Não sei se ainda é possível adquirir exemplares e, se sim, onde. Talvez junto do editor, Paulo Penisga, ou na Artística Farense, mas limito-me a especular.



Como Era Gostosa a Minha Alienígena!
Ano-Luz (Brasil)
Antologia
2002
ISBN: 858-6943-03-7
339 pp.

Antologia de contos eróticos de ficção científica e fantástico. São 21 contos de outros tantos autores (embora haja quem diga que os autores são só 19), distribuídos por 7 partes.

Conto: Entre a Pureza e o Desejo.

Este livro parece estar esgotado (a editora fechou há alguns anos), mas ainda aparece por vezes em alfarrabistas (conhecidos no Brasil como sebos) brasileiros. Nunca o vi à venda em nenhum lugar em Portugal, seja online ou offline.



Somnium 80
Clube de Leitores de Ficção Científica (Brasil)
Fanzine
2001
24 pp.

Publicação amadora de ficção científica e fantástico. Contém dois contos (o meu e outro) e vários artigos sobre ciência e FC, além de textos críticos e outras coisas típicas do género de publicação.

Conto: A Primavera.

O CLFC tem vindo a digitalizar o acervo de fanzines, e o número 80 já se encontra disponível em formato PDF, aqui. Creio que não é possível obtê-lo em papel.


FICÇÃO (E NÃO-FICÇÃO) ONLINE


Infinitamente Improvável
Ezine
2012-2015

Ezine que procurava contos em português sobre o (quase) impossível em literatura e os publicava sob licença Creative Commons. Publicou apenas ficção de autores portugueses e brasileiros, à parte alguns textos editoriais e introduções, tudo reunido numa antologia publicada em ebook com uma ultralimitada tiragem em papel.

Contos: A Fome das Ratazanas, A Ideia Peregrina, A Injeção Financeira, À Porta de Tua Casa, O Canto do Cisne, O Vil Metal, Pandorama, Quem Quer Ser Super-Herói?, Testemunhas e Uma História Verdadeira, Segundo Quem a Contou.
Também todos os textos editoriais e introduções.



E-nigma
Ezine
2001-2005

Definia-se como revista eletrónica de ficção científica e fantástico. Publicou sobretudo ficção e críticas de autores portugueses e brasileiros, embora também tenham aparecido ensaios, entrevistas e artigos e autores (e entrevistados) de outras nacionalidades.

Contos: Desconhece-se o Paradeiro de José Saramago, No Vento Freio de Tharsis, O Caso Subuel Mantil e O Telepata Experiente no Reino do Impensável.
Também alguns artigos, uma entrevista e um número elevado de opiniões literárias sobre obras de FC e fantástico.



Tecnofantasia
Ezine
2000-2011

Publicação eletrónica sobre "Ficção Científica, Fantástico, Surrealismo, Realismo Mágico, Terror, Horror, Ciberpunk e História Alternativa - e por vezes, se for de excelente qualidade, ainda fechamos os olhos a um certo Mainstream...", como se definia, ou define, pois pode encontrar-se apenas adormecida e não propriamente encerrada.

Contos: Fim de Semana em Paris, Um Mergulho ao Anoitecer e O Lugar Para Onde Vão as Coisas que Desaparecem.



Sem comentários:

Enviar um comentário