domingo, 19 de julho de 2015

Lido: Chamada

Chamada é outro texto do Nilton, bastante mais curto mas com bastante mais graça do que o primeiro. Usando eficazmente o absurdo para obter humor, conta a história de Alcides, um homem que tenta contactar telefonicamente consigo próprio. Nonsense quanto baste, esta historinha, quando vista sob outro prisma, também pode ser facilmente enfiada na gaveta do surrealismo. Faz lembrar um pouco alguns contos do Mário-Henrique Leiria, pela extensão e em parte pela atmosfera, se bem que ao Nilton falte a irreverência política de que Leiria raramente se afastava.

Bonzinho.

Textos anteriores deste livro:

Sem comentários:

Enviar um comentário