terça-feira, 10 de fevereiro de 2004

Spamesia (279)

No sábado, foram mais 75 os spams e os vírus que me chegaram através dos filtros. Desses três quartos de centena, escolhi um que vinha intitulado "give", e escrevi uma historinha do quotidiano urbano numa qualquer sociedade de consumo:



Dá!, diz o puto de braço estendido
e dedo espetado como minúscula
mas afilada lança capaz de matar
os dragões de todas as carteiras

E o pai, dá, cabisbaixo e cansado
sorrindo sorrisos que julga alegres
arrastando pelo chão os palpos
moles das olheiras e dos músculos
flácidos dos trinta e tal anos como
se a vida que teve outrora lhe
estivesse agora a ser sugada por
pequenos mas implacáveis vampiros

Sem comentários:

Enviar um comentário